Eu gostaria de viver em um mundo, onde acreditar nas pessoas, não fosse um erro.
~ Remember the love.  (via o-bipolarr)

originally delete-you / via m-talita / reblog this post
Se não desse errado, não seria eu.
~  Clarice Falcão  (via romeuemcrise)

Tomara que a gente tenha maturidade suficiente para olhar pra dentro e reconhecer nossas falhas. Tomara que a gente consiga descartar o que não serve sem apego ou drama. Tomara que a gente possa olhar para a frente sem aquela mágoa azeda do que ficou para trás. Tomara.
~ Clarissa Corrêa.     (via indague)

originally acumul0s / via restritous / reblog this post
Por favor, não me analise. Não fique procurando cada ponto fraco meu. Se ninguém resiste a uma análise profunda, quanto mais eu… Ciumento, exigente, inseguro, carente. Todo cheio de marcas que a vida deixou. Vejo em cada grito de exigência. Um pedido de carência, um pedido de amor. Amor é síntese. É uma integração de dados. Não há que tirar nem pôr. Não me corte em fatias. Ninguém consegue abraçar um pedaço. Me envolva todo em seus braços. E eu serei o perfeito amor.
~ Mario Quintana. (via sonre-ir)

originally sombreou / via m-talita / reblog this post
Esse frio na barriga talvez seja só a coragem esfriando os seus medos.
~ Eu me chamo Antônio. (via recontador)

originally zoiodlula / via vibe-paz / reblog this post
As pessoas acham que ando deprimido. Não vou desmentir, prefiro deixar assim, é até bom. Os deprimidos podem agir de modo esquisito e não precisam justificar suas bobagens o tempo todo. Ele é um deprimido, quem se importa? Recebam meu recado: eu até que estou indo bem. Somente descobri que, no momento agora, só consigo ir com as caras que nunca mais verei, só consigo me apaixonar pelo que assumidamente é feito de pó. Não faça como o resto da cidade, não ultrapasse meu semáforo depois que já fechou. A pressa é inimiga da direção. E a gente se vê, ainda. Promessa.
~ Gabito Nunes.  (via se-eu-pudesse)

originally esgotada / via m-talita / reblog this post
O tempo passou, a ficha caiu, a tempestade acabou. A insônia foi curada, o mau humor melhorado, a ausência acostumada. E no final de tudo isso, que bom que a vida nos dá o benefício da dúvida e da resposta. Só assim para nos perguntarmos se quem nos causou todo aquele mal era digno de nossos sentimentos mais puros e sinceros, a resposta vem quase de imediato: não!
~ Esgotada (via emendarei)

theme by
intercalado